Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No dia 6 de Setembro pelas 21h30, o Rancho de Folclore e Etnografia "Os Ceifeiros da Bemposta" organiza a sua 41ª Festa de Folclore e da Cultura Popular.

 

Ranchos Presentes: Rancho de Folclore e Etnografia "Os Ceifeiros da Bemposta" ; Rancho Folclórico Santa Marinha de Mogege; Associação Etnográfica "Os Serranos" e Rancho das Lavradeiras da Trofa.

 

No memso dia será a abertura da nova sala sobre a Vida da Colectividade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estão abertas as inscrições para a época 2008/2009 da Ginástica do Grupo Musical e Recreativo da Bemposta, com as seguintes modalidades: Classe Aeróbica, Step e Manuteção; Classe Ginástica Infantil; Classe Ginástica Juvenil; Classe Hip-Hop; Classe Acrobática.

 

O Início das aulas é no dia 8 de Setembro. No mês de Setembro será cobrado apenas metade da mensalidade - 1 semana grátis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A segunda-feira foi o dia das despedidas. Logo pela manhã, cada elemento deixou uma mensagem de agradecimento e de despedida filmada numa câmara de vídeo.

 

Depois houve oportunidade de comprar algumas lembranças em Angra do Heroísmo. A seguir ao almoço foi altura de fazer as malas e de arrumar os quartos. Dez dias estavam passados, e com a intensa actividade cultural e de lazer, ninguém deu por eles passar.

 

Quase todo o grupo da Ribeirinha nos acompanhou ao Aeroporto das Lajes, era um momento difícil, o momento das despedidas. Era altura de nos despedirmos das pessoas incansáveis que nos receberam de braços abertos, que nos trataram como se fossemos das suas famílias, que nos receberam com toda a hospitalidade e que tudo fizeram para que trouxéssemos na memória bonitas recordações da Ilha Terceira. Muitas lágrimas caíram. Lágrimas sinceras de saudade e amizade. Obrigado Ribeirinha! Esperamos ansiosamente receber o vosso grupo na nossa terra. A Bemposta e a Ribeirinha irão ficar unidas pela Cultura.

 

Chegamos ao Aeroporto de Lisboa pouco passava da meia-noite e à nossa espera tínhamos alguns familiares e amigos. À entrada da Bemposta tínhamos uma tela a dar-nos as boas vindas. Obrigado a todos!

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

No domingo logo de manhã rumamos até aos Biscoitos, onde podemos tomar banho nas piscinas naturais e conhecer o famoso “Abismo”. O tempo encoberto e alguns períodos de chuva não foram suficientes para estragar aquele momento de lazer.

 

Da parte da tarde visitamos o Museu do Vinho e a loja de queijos da “Vaquinha” e ainda houve tempo para passar na praia das Cinco Ribeiras.

 

O jantar foi na Sociedade Filarmónica Recreio dos Lavradores, juntamente com os elementos do grupo da Ribeirinha, onde houve lugar para a troca de lembranças entre os grupos, sendo também o início do balanço deste intercâmbio.

 

Após o jantar organizamos um pequeno colóquio sobre folclore, na sede do grupo da ribeirinha, seguindo-se mais um momento de convívio e dança com ambos os grupos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O dia de sábado começou com um banho na praia de Angra do Heroísmo, um momento de lazer e descontracção num dia que seria bastante ocupado e de grande responsabilidade.

 

O almoço foi no Tentadero, um parque de merendas mais no interior da ilha. Após o almoço a tocata seguiu para a praça de touros onde realizou os testes de som e planificou a demonstração da noite. O par que iria participar na cerimónia de encerramento do Festival, também foi realizar o ensaio geral do espectáculo, juntamente com os pares dos restantes grupos, na praça de toiros.

 

No final da tarde houve oportunidade para sentir a ligação aos toiros pelo povo da ilha Terceira, assistindo a uma tourada à corda no lugar da Canada das Vinhas, provando alguns petiscos típicos da ocasião e percebendo o que era o "quinto toiro".

 

Chega a hora do Festival Internacional de Folclore dos Açores, a responsabilidade era muita e algum nervosismo ia surgindo à medida que a praça de toiros ia enchendo, vendo todo o aparato de equipamento da RTP Açores que estava a gravar o festival, e vendo o Grupo da Ribeirinha junto para nos apoiar, erguendo mesmo um cartaz de apoio. A praça estava repleta, estima-se que eram mais de 6 mil pessoas na plateia, o Rancho da Bemposta subiu ao enorme palco em oitavo lugar, mas nesse momento todos os nervos passaram e a vontade de transmitir a cultura do povo saloio foi superior. Durante 15 minutos representamos a vivência dos nossos antepassados com grande fidelidade e alegria. Estava cumprido o nosso dever. Representar com grande dignidade a região saloia, mas concretamente o Concelho de Loures e a Freguesia de Bucelas. Depois da actuação dos 8 grupos estrangeiros e dos 3 grupos nacionais, foi a hora do espectáculo de encerramento, em que participou um par de cada grupo, dançando uma coreografia representando a amizade e a paz entre os povos.

 

Após o festival, todos os grupos dirigiram-se para o pavilhão desportivo da Escola Secundária, onde houve uma pequena cerimónia de agradecimentos, a entrega dos diplomas e uma lanche de confraternização com os participantes. Regressamos à Ribeirinha já depois da 3 horas da manhã.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O dia 15 de Agosto foi marcado por intensa actividade cultural. Logo pelas 11h participamos na Celebração Ecuménica na Sé Catedral de Agra do Heroísmo, onde o nosso grupo fez a 1ª Leitura da missa, a leitura da oração do folclorista, em representação dos grupos portugueses e participou ainda na procissão de entrada, com a placa do grupo, transportando a galheta e uma lembrança do grupo (um prato com a Igreja Matriz de Bucelas). No final da Missa os 11 grupos participantes tiraram uma foto em conjunto na escada da Sé.

 

Ainda antes de almoço participamos na cerimónia protocolar de boas-vindas pela Câmara Municipal de Angra do Heroísmo. O Almoço oferecido pela Câmara aconteceu no Angra Garden Hotel.

 

Da parte da tarde fizemos uma visita turística à Freguesia da Ribeirinha, freguesia do grupo que nos está a receber.

 

Pelas 22h participamos no desfile com todos os grupos na rua da Sé onde tivemos oportunidade de bailar algumas modas para cerca de 3 milhares de pessoas.

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O dia 14 de Agosto iniciou-se com uma visita até à Monumental Praça de Toiros da Ilha Terceira seguido da visita ao Estádio João Paulo segundo onde houve a oportunidade de dar uns toques na bola. Depois visitamos uma fábrica de queijos.

 

Após as visitas rumamos ao espaço da Feira Açores onde almoçamos num Restaurante de origem africana.

 

Depois fomos visitar uma exploração agrícola, onde pudemos ver a ordenha das vacas e provar o leite.

 

No final da tarde fizemos uma actuação na Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo. Logo após a actuação jantamos no mesmo local.

 

Após o jantar realizamos um convívio na sede do grupo da Ribeirinha fazendo uma troca de experiências, dançamos as modas típicas do Grupo e eles dançaram as nossas. Durante esse convívio houve comes e bebes dando-se destaque para a prova de vinho “Bucellas”.

 

Para finalizar o dia parte do grupo rumou até à Escola Secundária de Angra do Heroísmo, onde se encontram a pernoitar todos os grupos estrangeiros que participam no festival COFIT. Nesta noite festa foi organizada pelo grupo da Polónia.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O dia 13 de Agosto iniciou-se com um passeio até ao forte de São João Baptista onde se encontra o Regimento de Guarnição Nº1 (Aquartelamento Militar).

 

Logo de seguida fomos até ao Monte Brasil e à Memória (um monumento erguido pela maçonaria em memória de D. Pedro IV).

 

Descemos ao Jardim Duque de Angra e fomos almoçar à Cantina dos Serviços Sociais de Angra do Heroísmo. Após o almoço visitamos o Teatro Angrense, o Palácio dos Capitães Generais, a Igreja da Misericórdia, a Marina e a Sé Catedral. Recarregamos baterias numa pastelaria e regressamos ao Centro Entográfico da Ribeirinha para descasar um pouco.

 

Fomos jantar à Escola Secundária de Angra do Heroísmo e depois actuamos na Praça Velha juntamente com vários grupos entre os quais o grupo que nos está a receber , Grupo Folclórico e Etnográfico da Ribeirinha “Recordar e Conhecer”. O espectáculo correu-nos bem e  pelos aplausos percebeu-se que o público apreciou a nossa demonstração.

 

Pela 1h00 regressamos ao Centro Etnográfico da Ribeirinha para descansar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

No dia 12 a maior parte do grupo descansou da parte da manhã no Centro Etnográfico da Ribeirinha.

 

Às 9h30 um par do nosso Rancho foi fazer o ensaio para a cerimónia de encerramento do festival do COFIT a decorrer no próximo Sábado, dia 16 de Agosto.

 

Às 10h30 ocorreu a cerimónia protocolar de boas vindas pelo Director Regional da Cultura.

 

Após a cerimónia o Grupo deslocou-se até ao Clube Musical Angrense para almoço. Foi um almoço partilhado por todos os participantes do Festival do COFIT.

 

Seguiu-se a actuação de três grupos na Sociedade Filarmónica Recreio dos Lavradores da Ribeirinha: Rancho de Folclore da Casa do Povo de Arcena, Rancho de Folclore e Etnografia “Os Ceifeiros da Bemposta”, Hajduk Stanko (Sérvia).

 

Pelas 19h00 decorreu o jantar na Santa Casa da Misericódia de Angra do Heroísmo. Aproveitamos a ocasião para cantar os parabéns a um elemento do Grupo que nos está a receber que fez anos.

 

Após o jantar aproveitamos para dar um passeio pela marina de Angra.

 

De seguida deslocamo-nos até à Praça Velha de Angra do Heroísmo onde decorreu mais uma noite de folclore com a participação de grupos da Ilha Terceira e um do continente, o Rancho Típico de Ançã.

 

Regressamos ao Centro Etnográfico da Ribeirinha por volta das 23h30 para descansar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nesta segunda-feira tivemos um dia mais preenchido com a actividade cultural, logo de manhã participamos na cerimónia protocolar de boas-vindas pelo COFIT, mais tarde participamos na cerimónia protocolar de boas-vindas pela Câmara Municipal da Praia da Vitória e pela noite participamos no encerramento das Festas da Praia da Vitória.

 

Esta participação nas Festas da Praia da Vitória, consistiu num desfile e actuações ao longo das artérias principais da cidade, ao longo de quase 2Km, onde cerca de 5 milhares de pessoas assistiam ao desfile. Apesar de alguma chuva que caiu não desmobilizou os visitantes nem os nossos elementos que deram o seu melhor para divulgar a cultura saloia.

 

À tarde ainda houve a oportunidade de visitar a freguesia de S.Sebastião e a serra do Cume, onde avistou o maior vale leiteiro dos Açores, o Vale leiteiro do Paul.

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Grupo Musical e Recreativo da Bemposta | 68 anos de Cultura, Recreio e Desporto

Pág. 1/2



contactos

Rua da Capela, 1 - Bemposta 2670-631 Bucelas T. 219694039 gmrbemposta1951@gmail.com



historial

O Grupo Musical e Recreativo da Bemposta foi fundado em Janeiro de 1951, tendo como objetivo a dinamização Cultural, Recreativa e Desportiva. O ano de 1977 assinala um marco importante na vida da coletividade, a construção da atual sede fruto da união e do trabalho do povo da Bemposta. Com a nova sede são criadas as condições necessárias para o desenvolvimento de novas atividades que vêm satisfazer os associados e a população em geral, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da comunidade local. O GMRB tem à disposição dos atuais 400 sócios, um bar, uma sala de jogos, um parque infantil e um campo de jogos. Realiza espetáculos de caráter lúdico e recreativo, exposições temporárias e é uma das coletividades organizadoras da Festa do Vinho e das Vindimas de Bucelas. Toda esta dinâmica associativa está aliada às novas tecnologias, com a disponibilização de um site on-line, com a presença nas redes sociais e com um canal televisivo na Meo Kanal. O GMRB foi vencedor do prémio “Melhor CCD Inatel” no ano de 2007 e 2009. No ano de 2015 recebeu a Medalha de Honra do Concelho atribuída pela Câmara Municipal de Loures. Atualmente tem como atividades regulares: rancho (adulto e infantil), ginástica (infantil, juvenil, sénior, manutenção, aeróbica, step, zumba), escola de concertinas, tertúlia do croché e museologia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D